Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(em) Amena Cavaqueira

...de amigos, para amigos e com amigos

(em) Amena Cavaqueira

...de amigos, para amigos e com amigos

DIM (Do It Myself) #2 (Natal 2015)

 

Mais uma pesquisa na net, mais um DIY (neste caso "mil e uma maneiras para decorar o seu frigorífico nesta quadra"), mais uma vez mãos-à-obra e mais uma vez... TCHARAAAMMM, eis que surge o "Snowman Fridge" (...e a "Bonsai" também!). 

Imagem1.jpg

  entretanto na minha cozinha (part. II)...

DIM (Do It Myself) #1 (Natal 2015)

Coroa de Natal.jpg

Na passada quarta-feira, depois de uma exaustiva pesquisa na net, encontrei um DIY (faça você mesmo) super fácil sobre Coroas de Natal, no caso, para a porta de entrada e eis que eu e a Paula metemos mãos-à-obra e... TCHARAAAMMM, fizemos esta "q`rida".

 

Depois de algum cepticismo em relação à "facilidade" da coisa, modéstia à parte, até que ficou porreira (não fora a cor da porta e o fotógrafo de serviço e era capaz de sobressair um pouco mais...).

 

A quem estiver interessado, aqui vão as instruções.

 

Material necessário:

  • um cabide simples de arame;
  • bolas de Natal de cor(es) e tamanho(s) a gosto;
  • pistola de colar a quente e respetivas cargas de cola (senão não funciona );
  • fita para o laçarote e/ou outros artigos para embelezar o "ramalhete" (no caso a coroa).

 

Instruções de montagem:

  1. desmanche o cabide e forme com ele um círculo mais ou menos perfeito;
  2. numa das pontas do arame forme uma argola (isto impede que que as bolas caiam por essa ponta enquanto as coloca pela outra...);
  3. cole as argolas existentes nas bolas para que estas não saiam ao fazer pressão sobre as mesmas;
  4. enfie as bolas, uma a uma, por uma das extremidades do arame e vá rodando as bolas para se irem "moldando" à volta dele (esta fase requer alguma paciência e cuidado);
  5. depois de completar o círculo una as extremidades do arame e coloque um laçarote por cima da união.

 

Depois da Coroa feita, coloque um gancho no sítio onde a vai pendurar, dê cerca de cinco passos para trás e contemple a sua obra-de-arte. No meu caso, e como moro no último andar, se der mais que um passo para trás caio escadas abaixo... Como estamos nesta quadra até que não seria mau de todo pois seria capaz de ver o Natal do Hospitais AO VIVO E A CORES!

 

 Se não nos virmos ou falarmos até lá... UM FELIZ NATAL PARA TODOS!

 

do sagrado ao profano

 

Deus.jpg

   

 

Aconteceu num passado recente…

 

Num dia, como tantos outros decidimos, a Paula e eu, convidar o nosso amigo Quaresma para dar um passeio. A nossa ideia era deambular um pouco pela cidade e posteriormente assentar arraiais em qualquer sítio e dar uma dentada nalguma coisa.

 

Encetámos o dito passeio no Príncipe Real, e perguntam-me vocês,  e porquê o Príncipe Real? – ao que eu respondo – porque sim, apeteceu-nos e a história é minha! 

LOSTIN 1.jpg

 imagem "roubada" por mim da net 

 

Pois bem, o nosso primeiro objetivo era na realidade um local bastante aprazível de seu nome Lost In (se não conhecem vale muito a pena).

 

Este spot é o local perfeito para estar em amena cavaqueira num ambiente descontraído e onde relaxar é a palavra de ordem a qualquer hora do dia ou da noite. Tem uma esplanada com uma vista sobre Lisboa de fazer inveja a qualquer miradouro, é igualmente ideal para namorar um bocadinho.

Lost In.jpg

  imagens "roubadas" por mim da net 

 

De verão, nas noites de quinta-feira, há Jazz Sessions para os amantes do género, já no inverno a esplanada interior aquecida faz as delícias de quem a procura - AH, E FORNECEM MANTAS…!

thumb_lost-in-1.jpg

  Jazz Sessions (imagem "roubada" por mim da net)

 

O menu, esse é bastante variado, e apesar de ainda só termos “mergulhado” em algumas das suas iguarias (no caso a tábua de queijos, as tostas e a sangria), parece bastante prometedor.

 

E A LOJA, ESQUECIA-ME DA LOJA! Caríssimos, eles até têm uma loja e é FANTÁSTICA! Decorada assim ao estilo das Índias, vendem desde as roupas a calçado passando pelos artigos de decoração.

 

Eu e o meu amigo Quaresma pusemos mãos-á-obra e não fora a Paula e a responsável da loja aparecerem no preciso momento em que estávamos numa de Moda Lisboa (mas em bom, não desfazendo), e tínhamos experimentado os “modelitos” quase todos! É um fetiche nosso…

LostInLoja.jpg Interior da loja (imagem "roubada" por mim da net)

  

Saímos então desde “antro” de perdição Zen e deslizámos rua abaixo até ao Largo da Misericórdia ou do Cauteleiro como a malta quando era mais nova lhe costumávamos chamar e entrámos na Igreja de São Roque, quiçá para nos penitenciar pelo pedaço de bom bocado que tínhamos passado.

Igreja de Sao Roque.jpg Igreja de São Roque (imagem "roubada" por mim da net)  

 

Nunca lá tinha entrado, é LINDÍSSIMA!

São Roque.jpg

 Pormenores do interior (imagens "roubadas" por mim da net)

 

E é claro que voltámos a cair em perdição. E um dos melhores sítios para o fazer é talvez visitar uma SEXSHOP! Ah, pois é, meus amigos, conseguimos o pleno em questões de Deus e do Diabo, e perdoe-me o Senhor, mas desta vez o “chifrudo” ficou a ganhar.

 

Continuando…

 

Entrámos então na Contra Natura (nome particularmente sugestivo), e deambulámos por ali, por entre roupagens mini e dildos maxi.

Contra Natura.jpg

  Interior da loja (imagens "roubadas" por mim da net) 

 

A Paula e o Quaresma fartaram-se depressa mas aqui o vosso narrador tinha a perfeita noção, sem saber porquê, que ainda faltava algo em todo este cenário. E é aqui que a coisa acontece…

 

Caríssimos, estão numa SexShop, avizinha-se uma potencial fofoquice, o que fazem…? - Ah, e tal, vou-me já embora porque só podem ser conversas porcas badalhocas. – lembram-se que estamos numa SEXSHOP!? Ficam para ouvir, CERTO!? Bom, certo ou não, EU fiquei!

 

A páginas tantas ouço, grosso modo, o seguinte diálogo entre o casal que estava no atendimento à loja:

 

Ela

 …não sabes a melhor. Ontem ligou para cá uma senhora à procura de um vestido vermelho com umas alças renda (?) que tinha visto numa das nossas lojas e que gostaria de saber se ainda o tínhamos.

Ele

 E…!?

Ela

 Pois então, disse-lhe que nunca tivemos tal tipo de vestido à venda na loja. A senhora, muito admirada diz-me como era possível se tinha passado na nossa loja do Colombo e que havia o dito vestido  então vocês não recebem a mesma mercadoria em todas as lojas?

Ele

 E tu?

Ela

 Sabes muito bem que não temos loja no Colombo e foi o que lhe disse.

Ele

 E a senhora?

Ela

 Continuou na tónica de admiração e voltou à carga  não pode ser, então se me diz que não estou a ligar para a NATURA do Colombo, estou a ligar para onde?  só aqui é que percebi a confusão da senhora, e respondi  não minha senhora, chama-se CONTRA-NATURA e é uma SexShop…

Ele

 E então?

Ela

 Não disse mais nada e desligou...

 

Parafraseando um colega meu, “É vida!”…

“Street” Siamês #2

DSC_0199.JPG

 

Nome: CHERRY

Raça: (quase) Siamês

Idade: 8 anos

 

 

GOSTO…

 

…que me façam festas (basicamente em todo o lado); 

…de sopa; 

…de fazer companhia aos “pais” na casa-de-banho (bom, tal como os restantes quatro patas lá de casa); 

…de ver o National Geografic Wild; 

…de olhar para a “mãe” Paula.

   

NÃO GOSTO…

 

…da tigela da comida vazia; 

…de outras pessoas para além da “mãe” e do “pai” (mas principalmente da “mãe”).

 

 

DSC_0198.JPG

O Cherry tem uns olhos lindíssimos azuis-claros acinzentados, um corpo elegante e longilíneo e uma cabeça do tamanho de uma noz (como diz a Paula) e a dar para o triangular que caracteriza a própria raça (fora o tamanho da cabeça), mas não é puro, o Cherry é aquilo a que se pode chamar um “Street Siamês”.

 

Segundo a Paula, ela e a Carlota já o tinham avistado lá pela rua a ser acossado por outros gatos, tipo bullying felino. Mais tarde vieram a saber, ter sido encontrado um gato bastante mal tratado, encontrando-se na Veterinária para ser tratado (mais uma vez um grande bem-haja à Vet - América).

 

É claro que correram ambas a ver a criatura vilmente atacada pelos seus pares, e é claro, ficaram com o bichano. Tinha ele nesta altura 3 anos.

 

Foi também por esta altura que travámos conhecimento, – eu e o felino – e foi uma experiência traumática (para o gato), pois deve ter pensado: – o gordo vai comer tudo cá em casa…!

 

Este gato tem uma fome de leão, e a primeira coisa que faz quando acorda é fazer uma incursão à tigela e ver se tem comida, e é particularmente engraçado (para nós, claro!) quando a vê vazia. Emite um som que, a meu ver, é o feliz cruzamento entre um miado e o mugido de uma vaca, LITERALMENTE! Se pudesse ser traduzido por palavras seria uma coisa tipo: – MUUAUU… – é estranhíssimo.

 

…e está PODRE!

Bom, toda a gente tem um conceito inato de mau cheiro, agora pensem que todo esse conceito teria que ser revisto, pois tinham conhecido o meu GATO! O Cherry é uma ETAR de quatro patas multiplicada à décima potência, já até pensei alugá-lo para afugentar pragas, como repelente para tubarões, ou mesmo como arma biológico-química para o exército.

 

Adiante…

 

O Cherry adora ver o National Geografic Wild. Fica de frente para a televisão a ver os “bichos” passar de um lado para o outro e de vez em quando, tal como eles, também anda de um lado para o outro da televisão a ver onde eles se meteram. Outras vezes estica uma pata à laia de cumprimento ou a ver se apanha algum desprevenido…!?

 

Imagm1.jpg

 

Este gato tem outra adoração, a “mãe” Paula. Onde quer que a Paula esteja esta “alminha” salta-lhe para o colo e fica tipo esfinge, de frente para ela a olhá-la fascinado. A páginas tantas lá estica a pata, muito devagarinho, e com toda a gentileza que um felino pode ter, faz uma festa na cara da Paula.

“Street” Siamês #1

DSCN3860.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nome: MIMO

Raça: (quase) Siamês

Idade: 8 anos

 

 

 

 

GOSTO…

 

…de dar “marradinhas” de afeto;

…de ter toda a atenção. 

 

NÃO GOSTO…

 

…que me peguem ao colo; 

…que me façam cócegas na barriga.

 

 

Foi mais um “resgatado” da rua onde vivia com os irmãos, tinha 2 meses.

 

Vinha com uma pneumonia já avançada, foi sujeito a tratamento, mas nunca recuperou por completo, deste modo, quando estamos em silêncio o seu respirar emite um “fiiiiiiii…” de balão a perder ar. É estranhamente lúdico!

 

O Mimo é o gato mais “meloso” que conheço.

 

O raio do gato salta para o colo de qualquer pessoa que lá vai a casa mas, se mesmo assim ficasse quieto..., mas não, dá voltas e mais voltas, dá "marradas" para que lhe façam mais festas e só pára quando nos falta a paciência e lhe damos (eu pelo menos) uma palmada para ele "bazar". Quando isso não acontece, no caso quando a "vítima" tem vergonha de o enxotar, aí o gajo deita-se e começa a "amassar pão". E perguntam-me vocês - o qu`é qu`é isso de "amassar pão"? - pois bem, trata-se de um tipo de massagem tântrica felina que, a páginas tantas, se transforma numa excruciante tortura.

Tal como estava a dizer, o bicho começa por exercer uma leve pressão ritmada com os membros anteriores, tipo massagem, numa zona do corpo da "vítima" que ele entende como "apetecível". Nesta primeira fase a coisa até vai, a cadência ritmada, a leveza exercida, o controlo de movimentos..., mas ao fim de 40 minutos o constante vai-e-vem no mesmo sítio dá lugar a uma dolorosa experiência, pois o gato começa a entusiasmar-se, as garras emergem das patas e cravam-se na carne da "vítima" a cada basculação dos membros.

  

Um conselho:

Quando estiverem perante uma situação similar, não hesitem, e empreguem, com algum vigor, uma boa pressão palmo-digital na zona posterior da criatura (vulgo palmada no traseiro).

 

Ah, já me esquecia, que também quando nos apanha distraídos espeta-nos um beijo na boca, e como segrega uma espécie de muco do nariz, assim tipo, RANHO, ficamos todos lambuzados. Acontece a mesma coisa quando deixamos uma mão inadvertidamente pendurada, para além do choque inicial do molhado é a sensação de nojo que vem imediatamente a seguir.

 

Por último, este “querido” tem tanto de meloso como de calão, é ele que faz a sua própria hora de acordar, não gosta que o obriguem a levantar, principalmente de madrugada. Ouve-nos, abre um olho, diz decerto para si próprio, - esta gente é louca! – e enrosca-se novamente em si próprio.

 

Vida de gato é dura…!

é Natal… é Natal…

 

 

DSCN3870.JPG

Já montámos a “arvém” e restantes decorações de Natal!

 

A bem dizer, o plural do verbo não corresponde totalmente à verdade, a minha participação nas decorações limitou-se à colocação das guirlandas de luzes nas janelas da sala (agora que falo nisso, não foi pêra doce).

 

Quando cheguei a casa, - TCHARAAAAM…! - disse a Paula, - o que achas?

 

- Está FAN-TÁS-TI-CO! – exclamei eu. E estava, a Paula é exímia em decorações (de todo o género).

 

Em relação ao meu trabalho, modéstia à parte, também ficou supimpa, e vista de fora a minha praceta parece tal e qual uma disco! A luz emanada das minhas janelas é de tal forma forte que a praceta passou a ter duas zonas distintas, uma (imediatamente debaixo das janelas) de pista de dança onde estou seriamente a pensar meter um som porreiro com remixes de clássicos de Natal, e outra menos iluminada, mais intimista, mais chillout.

 

Com toda esta “claridade” o nível de segurança também passou a ser exponencialmente maior, visto morar no último andar e perto do aeroporto, o risco de levar com um avião em cima diminuiu consideralvelmente… 

 

Imagem1.jpg

 

Parece que a casa fica mais acolhedora nesta altura do ano, só nos falta uma lareira (eu, particularmente, gosto mais de salamandras), “portantos” se alguém tiver uma a mais e que a queira dispensar…

 

DSCN3887.JPG

Parece também que nos irá faltar a presença da nossa Carlota que não poderá passar esta Quadra connosco por motivos de força maior. Bom, no caso porque arranjou um novo emprego e torna-se complicada a sua vinda a Portugal.

- ah e tal, mas hoje em dia têm o Skype - verdade, é uma excelente ferramenta de comunicação, e será desta forma que iremos falar com ela na noite de Natal, mas é óbvio que fica muito aquém, não nos preenche totalmente, falta-nos realmente a sua presença física, o seu riso...

...falta-me a minha companheira de palhaçadas.

DSCN3871.JPG

 

 Haverá outros Natais...!

 

 

 

hummm…!

Estas são algumas das melhores sensações… para além de sexo!

 

 

size_810_16_9_risada.jpg

  •  rir a bandeiras despregadas com a sua cara-metade sem nenhuma razão;

 

Imagem1.jpg

  •  deitar numa cama com lençóis lavados depois dum duche;

 

tumblr_m7r2jmIWEG1qg7xxwo1_500.jpg

  • amar alguém que te ama também;

  

Imagem2.jpg

  • ser o primeiro a dar uma dentada em algo que se teve uma trabalheira a cozinhar;

 

images0JGKXCL5.jpg

  •  virar a almofada para o lado fresco;

 

GROHE_DreamSpray_.jpg

  • tomar um banho quente depois de um dia de frio;

 

nodormirbien_1394684338.jpg

  • ao tocar o despertador perceber que é o dia da folga e conseguir voltar a dormir;

 

Imagem3.jpg

  • beber umas imperiais à sombra, num dia de calor, à beira de um rio e com uma vista magnífica;

 

 sutiã.jpg

  • mulheres: tirar o soutien e ficar assim o resto da noite.
  • homens: ver a sua mulher tirar o soutien e...;

 

Imagem5.jpg

  • tirar os sapatos depois de um longo dia a andar de um lado para o outro;

 

img_como_acordar_feliz_pela_manha_7922_orig.jpg

  •  acordar no dia a seguir e já não estar doente;

 

Imagem6.jpg

  •  ver o seu extrato bancário e verificar que tem mais dinheiro do que imaginava;

 

 acordar-para-urinar-480x300.jpg

  • a sensação de alívio depois de verter-águas;

 

massagem-aromatica.jpg

  •  uma bela massagem feita por um(a) profissional.

 

 

…a vida é bela!