Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(em) Amena Cavaqueira

...de amigos, para amigos e com amigos

(em) Amena Cavaqueira

...de amigos, para amigos e com amigos

"Patanisca"

Caríssimos(as),

Apresento-vos a "Patanisca"...

IMG_20190925_220516.jpg

A patanisca é o novo membro da nossa família e apesar das dificuldades inerentes ao facto de haver já um canito (Maximus) e dois felinos (Cherry e Mimo) a cohabitar no mesmo espaço, tendo um chegado mais tarde, para já nada a salientar!

A nossa Patanisca é mais um caso de resgate, e partindo do princípio que já toda a gente sabe, ou tem uma ideia, do que isso significa, não vale a pena estar agora a dissertar sobre o assunto...

Imagem1.jpg

Imagem8.jpg

"Portantos", sê bem vinda à nossa vida!

A Tuna

Não sei a que Faculdade pertenciam mas tornaram por momentos a carreira 727, habitualmente taciturna e cinzenta, num ambiente festivo.

O regresso dos afazeres diários em que o que mais queremos é chegar o mais depressa a casa, se possível com um simples estalar de dedos, dissipou-se por completo quando, ao som dos primeiros acordes de violas, cabeças se levantaram e rodaram para onde adivinhavam vir o som.

E eu? Eu cá fiz o mesmo, tirei os olhos do livro que lia e deixei-me levar pelo alegre cancioneiro académico.

Ao chegar ao refrão do "Verde Vinho", ouviu-se: - E agora todos Carris! - e todos rimos ou simplesmente sorrimos, acompanhámos e aplaudimos.

Até à paragem do Saldanha, e penso falar por todos os presentes quando digo, que nos deliciaram com o seu vasto repertório.

Eu, finda a "festa académica" voltei a colocar os olhos no livro que lia, desta feita com um sorriso nos lábios.

ninho de aço

No passado sábado fui à nossa marquise apanhar um pouco de ar e eis se não quando me deparo com esta maravilha. 

IMG_20190907_122424.jpg

Foto tirada, artisticamente, por moi-même

- Ah! - exclamei eu - O ninho de um pássaro Tecelão. Aproveitou uma das nossas molas e fez este prodígio da natureza! (já vi disto no Nat Geo Wild)

Bom, depois do meu inicial estado de espanto, agrado e profundo saber ornitológico percebi que, a ser um ninho só poderia ser na realidade de alguma ave de estimação do Robocop...

Sendo a Paula uma "freak" das limpezas tratava-se afinal do esfregão palha de aço deixado a secar no varal.

Por um lado e atendendo ao facto de o dito esfregão ser lavado como se de uma peça delicada de roupa se tratasse (cheira bem e tem um toque suave, pensei até usá-lo como almofadinha de cheiro para pendurar no roupeiro), por outro lado e pensando na componente económica da coisa, a Paula só dá prejuízo aos fabricantes de tal artigo, pois nas suas mãos o raio do esfregão dura que se farta...!

Marilyn Monroe Pink Bubblegum

 

Tirei esta imagem da net intitulada "Marilyn Monroe Pink Bubblegum", para dar um toque Tcharaaaam... (ou não) à parede da nossa sala de estar.

Já tinha a moldura, prenda à Paula no Dia dos Namorados do ano passado, e pensei dar-lhe novo uso.

IMG_20190902_073011.jpg

E se melhor o pensei PIOR o fiz pois nada disto se passou sem percalços. Na minha mais pura ingenuidade pensei: primeiro vou desmontar o quadro, tirar-lhe a moldura, fazer um passepartout bonitinho, colocar a imagem e o vidro (no caso é acrílico) e depois vou mostrar a obra às mulheres da casa. Pois que no MEU "Mundo Perfeito" esta ideia até funciona, mas lá em casa não é bem assim e o que arranjei foi "lenha para me queimar"! Pois que por mais que nos queiramos enganar a nós próprios, quem manda na casa são SEMPRE as nossas mulheres…e filha, no caso!

Depois de um "`tá giro" de ambas, diz a Carlota:

- Sabes que a mãe não te vai deixar colocar o quadro onde estás a pensar?!

Nessa altura nem o que a Carlota disse ou o que a Paula deu a entender com o olhar abalou o meu entusiasmo. Agarrei em mim, num martelo, em pregos e num banco, aproximei-me da parede da sala e comecei a tirar quadros para um lado a mudar outros para outro e no final, afastei-me para contemplar a minha "tela" e chamei a Bonsai.

De repente gerou-se na sala um frio glaciar contrastando com a cara da Paula, que parecia em estado de ebulição, passando por várias gradações de vermelho (pensei até que lhe ia dar alguma coisa...). Após as suas cores voltarem ao normal fez a pergunta que se impunha, tal como as nossas mães faziam quando estavam zangadas, separada por sílabas - quem-te-man-dou-mu-dar-a-MIN-HA-sa-la?!

Imagem2.jpg

Bom, ainda há peças a colocar (depois de passarem pelo "crivo", claro!) mas no final, e depois de acalmados os ânimos e de lambidas algumas feridas (principalmente no orgulho) , até que o resultado final foi, a nosso ver, bastante satisfatório!