Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(em) Amena Cavaqueira

...de amigos, para amigos e com amigos

(em) Amena Cavaqueira

...de amigos, para amigos e com amigos

“Street” Siamês #2

DSC_0199.JPG

 

Nome: CHERRY

Raça: (quase) Siamês

Idade: 8 anos

 

 

GOSTO…

 

…que me façam festas (basicamente em todo o lado); 

…de sopa; 

…de fazer companhia aos “pais” na casa-de-banho (bom, tal como os restantes quatro patas lá de casa); 

…de ver o National Geografic Wild; 

…de olhar para a “mãe” Paula.

   

NÃO GOSTO…

 

…da tigela da comida vazia; 

…de outras pessoas para além da “mãe” e do “pai” (mas principalmente da “mãe”).

 

 

DSC_0198.JPG

O Cherry tem uns olhos lindíssimos azuis-claros acinzentados, um corpo elegante e longilíneo e uma cabeça do tamanho de uma noz (como diz a Paula) e a dar para o triangular que caracteriza a própria raça (fora o tamanho da cabeça), mas não é puro, o Cherry é aquilo a que se pode chamar um “Street Siamês”.

 

Segundo a Paula, ela e a Carlota já o tinham avistado lá pela rua a ser acossado por outros gatos, tipo bullying felino. Mais tarde vieram a saber, ter sido encontrado um gato bastante mal tratado, encontrando-se na Veterinária para ser tratado (mais uma vez um grande bem-haja à Vet - América).

 

É claro que correram ambas a ver a criatura vilmente atacada pelos seus pares, e é claro, ficaram com o bichano. Tinha ele nesta altura 3 anos.

 

Foi também por esta altura que travámos conhecimento, – eu e o felino – e foi uma experiência traumática (para o gato), pois deve ter pensado: – o gordo vai comer tudo cá em casa…!

 

Este gato tem uma fome de leão, e a primeira coisa que faz quando acorda é fazer uma incursão à tigela e ver se tem comida, e é particularmente engraçado (para nós, claro!) quando a vê vazia. Emite um som que, a meu ver, é o feliz cruzamento entre um miado e o mugido de uma vaca, LITERALMENTE! Se pudesse ser traduzido por palavras seria uma coisa tipo: – MUUAUU… – é estranhíssimo.

 

…e está PODRE!

Bom, toda a gente tem um conceito inato de mau cheiro, agora pensem que todo esse conceito teria que ser revisto, pois tinham conhecido o meu GATO! O Cherry é uma ETAR de quatro patas multiplicada à décima potência, já até pensei alugá-lo para afugentar pragas, como repelente para tubarões, ou mesmo como arma biológico-química para o exército.

 

Adiante…

 

O Cherry adora ver o National Geografic Wild. Fica de frente para a televisão a ver os “bichos” passar de um lado para o outro e de vez em quando, tal como eles, também anda de um lado para o outro da televisão a ver onde eles se meteram. Outras vezes estica uma pata à laia de cumprimento ou a ver se apanha algum desprevenido…!?

 

Imagm1.jpg

 

Este gato tem outra adoração, a “mãe” Paula. Onde quer que a Paula esteja esta “alminha” salta-lhe para o colo e fica tipo esfinge, de frente para ela a olhá-la fascinado. A páginas tantas lá estica a pata, muito devagarinho, e com toda a gentileza que um felino pode ter, faz uma festa na cara da Paula.

2 comentários

Comentar post